Guia de irrigação de mandrágora - Aprenda como regar plantas de mandrágora


Por: Tonya Barnett, (Autor de FRESHCUTKY)

Não há como negar que a mandrágora é uma planta bastante interessante e mítica. Com lenda, tradição e até mesmo sua menção na Bíblia, esta planta é cercada por séculos de mística. Muitos jardineiros podem inicialmente ser atraídos pelas mandrágoras quando procuram abraçar um elemento único e misterioso para vasos de flores e plantações de bordas ornamentais. Sua fragrância encantadora adiciona ainda mais fascínio.

Com os devidos cuidados, como regar, esta planta escura (mas bonita) produzirá uma folhagem verde-escura vibrante e elegantes teares púrpura brancos e rosa.

Sobre Mandrake Care

As mandrágoras são perenes, resistentes ao inverno para muitas zonas de cultivo. Essas plantas tóxicas são geralmente fáceis de cultivar e se dão bem na cultura de contenção. Como qualquer planta tóxica, deve-se tomar cuidado especial para mantê-los longe de crianças, animais de estimação ou qualquer outro perigo potencial.

As plantas de mandrágora devem receber bastante luz solar, no entanto, a exposição direta e intensa ao sol pode danificar as folhas. Para melhores resultados, a fertilização frequente com fertilizantes balanceados ajudará a promover o florescimento prolongado. Além disso, para rotinar os cuidados com a planta, os produtores precisarão prestar muita atenção aos requisitos de irrigação mandrágica.

De quanta água uma mandrágora precisa?

Ao considerar como regar as plantas de mandrágora, a atenção à drenagem superficial é da maior importância. Quer sejam plantadas no solo ou cultivadas em recipientes, é importante que as mandrágoras estejam situadas em um solo leve e bem drenado. O plantio de contêineres exigirá furos de drenagem múltipla para garantir que as necessidades da planta sejam atendidas.

Embora a boa drenagem do solo seja importante ao longo de toda a estação de cultivo, é especialmente importante durante os períodos em que as plantas são desmanteladas. A rega excessiva durante a dormência (nos meses de inverno) pode levar a problemas de fungos, bem como problemas de podridão da raiz.

Embora as necessidades de água da mandrágora variem, é melhor permitir que as plantas sequem antes de regar uma planta de mandrágora. Isso irá variar dependendo da estação e das condições de cultivo dentro da zona climática do jardineiro. Em geral, é melhor permitir que alguns centímetros superiores do solo sequem completamente antes de regar as plantas de mandrágora.

Este artigo foi atualizado pela última vez em


Como cultivar batatas vermelhas

Última atualização: 23 de dezembro de 2020 Referências aprovadas

Este artigo foi coautor de nossa equipe treinada de editores e pesquisadores que o validaram quanto à precisão e abrangência. A Equipe de Gerenciamento de Conteúdo do wikiHow monitora cuidadosamente o trabalho de nossa equipe editorial para garantir que cada artigo seja apoiado por pesquisas confiáveis ​​e atenda aos nossos padrões de alta qualidade.

São 18 referências citadas neste artigo, que podem ser encontradas no final da página.

O wikiHow marca um artigo como aprovado pelo leitor assim que recebe feedback positivo suficiente. Nesse caso, 97% dos leitores que votaram acharam o artigo útil, ganhando o status de aprovado como leitor.

Este artigo foi visto 24.415 vezes.

As batatas vermelhas são ligeiramente menores e têm menos amido do que as batatas russet marrons. Eles são uma grande fonte de vitamina C e potássio e podem crescer em climas quentes e frios sob as condições corretas. Comece comprando batatas-semente de um viveiro local e plante-as quando seus brotos atingirem 1 ⁄2 -1 pol. (1,3–2,5 cm). Plante suas batatas em seu jardim ou em um recipiente. Regue-as regularmente, cubra-as com terra à medida que crescem e as suas batatas estarão prontas para ser colhidas em cerca de 100 dias.


Regar o gramado sem um sprinkler

Um aspersor de gramado subterrâneo automatizado faria um ótimo trabalho. Mas mesmo o modelo mais barato pode ser muito caro para a maioria dos proprietários médios. Portanto, você deve pensar fora da caixa para fornecer à grama uma quantidade adequada de água sem usar muita água ou privar o gramado de umidade suficiente. Aqui estão algumas opções interessantes que você pode considerar:

Usando uma mangueira de jardim

Uma mangueira de jardim tem muitos usos. Se você não puder pagar um sistema de irrigação, você pode simplesmente usar uma mangueira de jardim com um bico em sua extremidade. O que você precisa fazer é ficar de lado com o bico apontado para a parte do gramado que deseja regar.

O processo pode ser lento e cansativo se você tiver um gramado grande. Uma maneira inteligente é dividir seu quintal em seções gerenciáveis. Por exemplo, você pode dividir mentalmente seu quintal em 4-7 partes. Dessa forma, você pode regar um único segmento por dia.

Assim, você pode gastar seu tempo de rega em uma única seção, dando-lhe uma imersão adequada antes de ir para a próxima parte. Se forem sete seções, você precisará de uma semana para percorrer todo o ciclo. Depois de concluir a última seção, volte ao ponto inicial.

Uma boa recomendação é ir com algumas seções, mas de tamanho grande. Isso o ajudará a determinar por quanto tempo seu gramado pode durar sem água. Depois de estabelecer a necessidade de água, você pode ajustar de acordo com o aumento do número de seções, mas com tamanhos menores.

Outro determinante do número de seções são as condições climáticas prevalecentes. No verão e em outros meses quentes, convém ter menos seções para regas mais frequentes do que nos meses de outono, primavera e inverno.

Ao usar uma mangueira de jardim, certifique-se de direcionar a água o mais próximo possível do solo. O objetivo é garantir que não haja muita água carregada pelo vento e pela evaporação. Se você escolher o método da mangueira, deve garantir que compra a melhor mangueira de jardim que seja eficiente, fácil de usar e que economize água.

Instale um sistema de irrigação

Instale um sistema de irrigação

Um sistema de irrigação é uma excelente alternativa a um sistema automático de irrigação subterrânea. O sistema opera por meio de uma série de pequenos tubos colocados estrategicamente na área do gramado. Um sistema de sprinklers lançará pequenas gotas de água para o ar. Essas gotas serão perdidas pelo vento ou evaporadas antes que possam se infiltrar no solo para o benefício da grama.

Pelo contrário, os minúsculos tubos de um sistema de irrigação fornecem água diretamente ao solo. O problema é que esses sistemas podem ser caros, às vezes até mais caros do que sistemas específicos de sprinklers subterrâneos automáticos. O sistema de irrigação pode ser lento e demorado. No entanto, pode ser a maneira mais fácil e eficiente de regar o gramado sem um sistema de irrigação.

Com sistemas de irrigação, a quantidade de água necessária depende do tipo de solo. Esses sistemas vêm com uma válvula que permite regular o fluxo de água. É uma boa ideia deixar o sistema funcionar durante a noite, pois a rega diurna causará perda de água por evaporação.

Considere sistemas de sprinkler DIY

Isso requer um pouco de engenhosidade. Um tutorial decente sobre como fazer um sistema de sprinklers DIY está além do escopo deste artigo. No entanto, posso garantir que o processo é simples e direto. Você pode usar itens disponíveis localmente e ainda obter um sprinkler conveniente, prático e confiável.

Os itens de que você precisa são uma mangueira de jardim com válvula, um temporizador de sprinkler (geralmente vendido separadamente) e todos os sprinklers de impulso de metal. O cronômetro o ajudará a programar seu sistema DIY para funcionar de maneira muito semelhante aos caros sprinklers automáticos ou sprinklers móveis. Recursos online estão disponíveis para guiá-lo durante o processo de configuração.

Experimente o sistema Hover Wand

Um sistema de varinha flutuante se conecta à mangueira de jardim e corre paralelamente ao solo. O braço que dissipa a água possui um longo tubo com pequenos orifícios perfurados nele. A pressão que vem de sua mangueira forçará a água para baixo em forma de jato. Há uma alça que se estende em direção ao solo semelhante a um taco de hóquei.

A alça permite que você fique em pé enquanto o sistema está dissipando a água a 10 a 12 polegadas acima do solo. A força com que a água é distribuída ajuda a forçá-la no solo de forma mais rápida e completa do que os sistemas de gotejamento e sprinkler.

Outras dicas úteis

Algumas práticas irão melhorar a eficiência da rega e melhorar a saúde do seu gramado, mesmo se você não instalar um sistema de irrigação. Programar e controlar a distribuição de água para seu quintal pode ser difícil. Portanto, será fundamental garantir que sua grama esteja bem preparada para receber seu abastecimento de água.

Você consegue isso cortando a grama até cerca de 5 cm de altura. Esta altura é ideal porque deixa para trás relva nova que é agressiva e ruidosa para ir embora. As aparas de grama, se não coletadas, funcionarão como cobertura orgânica. Isso aumentará a capacidade do solo de reter água.

Os recortes impedem que o calor chegue ao solo e reduza a evaporação. Portanto, seu gramado permanecerá úmido por muito tempo, deixando você com apenas uma pequena parte para desempenhar. Isso tornará seu trabalho mais fácil, mesmo se você tiver que fazê-lo manualmente com uma mangueira de jardim.

Outra dica importante é conhecer as características do seu gramado. Qual é o tipo de grama predominante em seu gramado? O tipo de grama determinará o tipo de cuidado de que necessita. Alguns tipos de grama requerem muita água. O método da mangueira de jardim, nesse caso, pode não fornecer água suficiente para mantê-los saudáveis. O tamanho do gramado também é importante. Pode ser impraticável borrifar água na grama de dois acres manualmente. Fale com especialistas em gramado. Eles mostrarão como tirar o máximo proveito da grama.


Como transplantar sua planta de tomate de um recipiente para o jardim

É crucial que você dê os primeiros passos corretamente ao plantar seus tomates no jardim. Isso é especialmente importante se você estiver cultivando uma variedade indeterminada, pois ela precisa de uma base muito forte.

Siga estas etapas e você deve estar pronto para prosseguir:

  1. Espace-os: Primeiro, descubra quanto espaço você precisa ao redor de cada tomate. Os pacotes de sementes da maioria dos fornecedores especificam o tamanho total do tomate. Se não houver especificação no pacote, você deve fazer sua pesquisa online. A distância necessária entre a base das duas plantas é geralmente especificada. Se não, descubra o que é dado a você e faça a matemática simples. A falha em fornecer espaço suficiente resultará em suas plantas competindo entre si por espaço e luz solar, o resultado final sendo menos tomates.
  2. Marque o terreno: Depois de saber o espaçamento necessário, marque os pontos no solo onde os tomates serão colocados. Se possível, plante norte-sul para obter o máximo benefício do sol. Meu artigo sobre a quantidade de sol que os tomates precisam dá uma boa olhada nisso.
  3. Cavar buracos: Cave buracos no solo tão profundos quanto o recipiente, além do pedaço adicional da haste que você deseja enterrar.
  4. Crie mais talo para enterrar: Se você tem muita folhagem e suas plantas são altas, sugiro cortar as folhas inferiores em um dia ensolarado. No dia seguinte (assim que a ferida aberta estiver curada), coloque a planta no solo até as folhas. Certifique-se de não deixar que as folhas entrem em contato com o solo. Eu recomendo fortemente que você enterre um terço da planta. Meu artigo relacionado sobre a profundidade do crescimento das raízes do tomate explica melhor esse tópico.
  5. Estique o solo: Antes de realmente colocar a planta no solo, coloque estacas de tomate no solo. Isso evita que você danifique o sistema raiz.
  6. Coloque as gaiolas: Se você decidir apoiar a planta usando gaiolas, coloque as gaiolas imediatamente após o transplante das plantas. Colocar neste momento - em vez de quando você realmente precisa do apoio - evita que você danifique quaisquer novas raízes que se desenvolvam.
  7. Rega as plantas: Após o transplante bem-sucedido do tomateiro, certifique-se de fornecer água suficiente. Neste ponto, você pode estar interessado em ler mais sobre como regar tomates para prevenir doenças e apodrecimento das raízes, ao mesmo tempo que fornece as melhores condições de cultivo.
  8. Aplique cobertura vegetal no solo: Termine o processo com uma camada de cobertura morta na parte superior do solo.

Este artigo é preciso e verdadeiro, de acordo com o melhor conhecimento do autor. O conteúdo é apenas para fins informativos ou de entretenimento e não substitui aconselhamento pessoal ou aconselhamento profissional em questões comerciais, financeiras, jurídicas ou técnicas.


Assista o vídeo: MANDRÁGORA LA PLANTA MÁGICA QUE GRITA Y LLORA


Artigo Anterior

Gerânio

Próximo Artigo

Anis verde